Amar é submeter-se.

Por trás de dois verbos, um mundo de procedimentos, atitudes e estratégias, visando ser boa esposa. Aos olhos de Deus, a posição da mulher é muito privilegiada. Se não fosse, ela jamais teria sido comparada à noiva de Cristo. Mas não é fácil relacionar-se com um marido que, mesmo amoroso e esforçado, é cheio de imperfeições. Este texto foi feito para tentar ajudar as esposas a se tornarem a mulher dos sonhos do seu ‘ príncipe.

Seguem os conselhos para ser uma boa esposa:

· "Se ele é do tipo caladão e você gosta de falar, é melhor arranjar uma amiga " boa de papo" do que fazê-lo conversar à força."

· " A melhor maneira de lutar contra o machismo dele é ser ultra-feminina."

· " Melhor do que brigar porque ele tem chegado tarde, é criar um ambiente que dê ele vontade de ir correndo para casa."

· "Se você não pode dar a ele um corpinho de adolescente, dê o equilíbrio e a maturidade que a "gatinha" de dezoito não tem."

· " Para fazê-lo mudar de ideia, talvez um bom argumento valha mais do que mil lágrimas."

· Tudo bem que uma parte do seu amor por ele possa ter algo de maternal, mas nunca esqueça o óbvio: você não é mãe dele.

· Não se deixe dominar por ele, como se fosse um controle remoto. ele é o seu cabeça, não o seu cérebro.

· Melhor do que achar que já o fisgou para sempre, é usar a imaginação e estar sempre lhe jogando uma "iscazinha".

· Quem prova comida amarga só pensa numa coisa: livrar-se do gosto. Seja doce para o seu marido.

· Se ele é dos que esquecem o aniversário de casamento, em vez de morrer de raiva todo ano, simplesmente lembre-o e insinue que adoraria jantar fora.

· Não adianta você ter na ponta da língua um discurso sobre o que não é submissão bíblica, se a sua intenção é não ser submissa de jeito nenhum.

· Tire-o da rotina uma vez ou outra, nem que seja amarrado... com laços de amor, é claro.

· Quando ele quiser brigar, procure sorrir, expondo uma fileira de bandeirinhas brancas.

· Sua submissão a ele não vai até a cama. Na área sexual, vocês são parceiros, igualados pela responsabilidade de agradar um ao outro.

· Não permita que ele levante a voz para você, nem de brincadeira. Do grito para a agressão física pode ser um pulo.

· Você só terá moral para seguir o conselho anterior se fizer a mesma coisa: nunca falar com ele aos berros.

· Se os argumentos dele não estiverem ajudando em nada a sua tristeza, simplesmente feche-lhe os lábios com um beijo e diga: - "Não precisa dizer nada, só me abrace!

· Mesmo que você não tenha actividade remunerada, não se sinta como uma criancinha pedindo mesada ao pai. Você trabalha, e muito, cuidando da casa, dos filhos e dos interesses dele.

· Aprenda a distinguir quando ele está reclamando da comida ou apenas informando que não gosta daquele prActo.

· Se você acha que o seu marido está mais simpático com as mulheres do que deveria, diga-lhe. é melhor ser chamada de ciumenta do que ficar ruminando amargura.

· Sem deixar o bom senso, que tal de vez em quando mandar fazer um tipo de vestido de que ele gostava no tempo de namoro?

·  Se você não morre de amores pela sua própria mãe, deixe que ele dê atenção à dele.

· É melhor brincar com cobra do que andar em roda de mulheres malcasadas e que destilam veneno contra os maridos.

· Uma noite ao lado dele só para ver fotos antigas pode reacender algumas chamas.

· Será justo querer que ele leve o carro para a oficina e faça a declaração de imposto de renda ao mesmo tempo em que você exige dividir as tarefas domésticas?

· Mesmo que você esteja sem muita vontade, pode ser estimulante deixar-se seduzir carinhosamente por ele.

· Cuidado com aquele tipo de ciúme que assume que ele é culpado enquanto não provar o contrário.

· Não permita que o seu espírito de liderança somado com a timidez do marido roube dele a posição de cabeça do casal. Isso não é questão de personalidade, mas de obedecer a Deus.

· Se a ideia de ser atraente para o seu marido parece a você ridícula e sem sentido, é bom tomar certas precauções. Já pensou se ele acha exactamente o mesmo?

· Se ele, mesmo cinquentão, é dos que gostam de bolo e velinha no aniversário, por que não?

· Se ele gosta de perguntar onde você estava, não significa obrigatóriamente desconfiança. Pode ser simples ( e saudável ) interesse pela outra metade dele.

· Se ele pedir que você o acompanhe, só não vá se estiver doente.

· Você não imagina como é importante para o seu marido saber que existe alguém que cuida das pequenas coisas dele, mesmo o conserto de uma meia.

· É pura criancice querer que ele saia desarrumado para não chamar a atenção delas. Ajude-o na combinação de roupas, no tipo de cabelo, até no nó da gravada.

· Incentive o seu marido a ter dois ou três bons amigos. Talvez você não faça ideia do benefício que isso trará ao seu casamento.

· A Bíblia diz que é melhor morar no deserto do que ter mulher rixosa e raivosa em casa. Certamente você não é nenhuma dessas coisas, correcto?

· Deixe claro que você sempre lhe será submissa, como Deus quer; subserviente, nunca!

· Não permita que ele imponha no sexo. Ele deve ter em você uma parceira, não uma escrava sexual.

· Não encha os ouvidos do seu marido com mais palavras do que ele pode suportar. Ele vai terminar se enchendo de você.

· Não faça da frase " eu te amo" uma simples expressão idiomática. Reserve-a para momentos especiais em que você de facto esteja vibrando com o facto de amá-lo.

· Quando ele estiver doente, seja aquela enfermeira. Há risco de ele ficar " doente" de apaixonado.

· De vez em quando insinue sensualmente, ao longo do dia, que você está alimentando certas expectativas sexuais para a noite. Ele vai contar os minutos...

· Nunca toque nele com um dedo, como agressão física. Embora sem razão, ele poderá reagir, até por instinto, com uma violência que você não espera. Além do perigoso precedente que você criou.

· Se o casamento anda meio Inverno, não pense que vai conseguir esquenta-lo provocando ciúmes nele. Certamente virão brigas que terminarão por congelar tudo.

· Aqui e acolá pergunte se ele acha o lar um ambiente agradável. Se a resposta não for um gostoso "claro!", o casamento estará correndo perigo. Faça a sua parte... que é grande.

· Se o ciúme dele é doentio, provavelmente você terminará completamente escravizada sem jamais agrada-lo. Procure refreá-lo antes de chegar a este ponto..

· Por que só as lindas artistas de televisão podem vestir provocantes roupas de dormir? Compre umas duas e veja o resultado!

· Seja a melhor esposa do mundo. Como aos olhos de Deus o casamento é indissolúvel, seu marido simplesmente não tem outra chance!

· Procure estar sempre atraente para ele, como se ainda fosse sua namorada.

· Não caia na armadilha de dar mais atenção aos filhos do que a ele.

· Durante uma discussão, nunca o provoque dizendo: " Meus pais precisam saber disso!"

· Caso haja necessidade, encontre uma maneira de dizer para a sua mãe que você saberá pedir a opinião dela, se e quando for o caso.

Não se acostume a ameaçar os filhos com " vou dizer para seu pai". Resolva você mesma a questão, do contrário eles dificilmente a respeitarão.

· Nas crises profissionais e financeiras dele, deixe claro que seu amor e admiração estão acima dessas coisas.

· Caso você trabalhe e venha a projectar-se profissionalmente mais do que ele, cuidado para não magoá-lo, pois esta é uma área sensível.

· Se ele não gosta daquele penteado, ou perfume, ou vestido, esqueça-os.

· Em qualquer situação, seja feminina.

· Em vez de perder tempo sonhando com o marido perfeito, aprenda a conviver com as imperfeições do seu.

· Continue honrando seus pais, mas obedecer-lhes é coisa do passado.

· Por mais que você valorize a tal "realização profissional", lembre-se de que nada há de mais digno e realizador para uma mulher do que amar o marido, cuidar do lar e criar os filhos no temor do Senhor.

· Cuidado com a amiga que insistir em dar conselhos sobre seu casamento, sem que lhe tenha sido solicitado.

· Nunca use linguagem vulgar e grosseira.

· Procure ter duas ou três senhoras mais velhas a quem consultar em momentos de dúvidas ou hesitação.

· Mesmo que ele confie muito em você, procure consulta-lo antes de uma compra mais vultosa.

· Nunca exija um padrão financeiro para a família que ele não possa dar.

· Evite contar problemas íntimos para algum homem, por mais amigo e preparado que seja.

· Não fale mal do seu marido nem para o espelho.

· Se você achou que ele daria à família um padrão de vida superior ao que está conseguindo, não lance isto no rosto dele.

· Pode parecer coisa do passado, mas é infalível: receba-o à noite arrumada e cheirosa.

· Não seja tão caseira a ponto de se isolar demais; procure estar actualizada com o que acontece no mundo e troque ideias com ele.

· De vez em quando, chame-o de bonitão; um pouco de massagem no ego não faz mal a ninguém!

· Lembre-se de que não é só mulher que gosta de ouvir românticas declarações de amor.

· Uma das frases mais doces para ele ouvir será: " Você é um bom marido."

· Nunca ameace deixa-lo, a menos que esteja realmente pensando nisso.

· Quando ele viajar, coloque um bilhetinho apaixonado dentro da mala dele ( e melhor ainda se for acompanhado de um chocolate...).

· Seja dura com ele, se ameaçar gritar com você.

· Quando ele chegar de viagem, faça festa – mesmo que tenha saído na véspera!

· Se ele é dos que gostam de contar coisas do trabalho, ouça com atenção, faça perguntas, dê sugestões. É assim que ele verá em você uma companheira de verdade.

· Em momentos de crise do marido diga que confia nele. Você não imagina o bem que isso lhe fará.

· Não se iluda: por trás dos músculos e da voz forte, pode estar escondida uma verdadeira criança.

· Se você tem personalidade mais forte que ele, não aproveite para assumir a liderança da família. Esse é um direito que Deus deu exclusivamente ao seu marido.

· Se está desconfiando do marido, converse abertamente. É de péssimo gosto sair procurando nas coisas dele sinais de infidelidade.

· Sempre que tirar dinheiro da carteira dele, avise.

· Procure dar a ele tudo o que uma amante apaixonada daria.

· Não veja no hobby dele um concorrente seu, mas um meio de torna-lo mais satisfeito e relaxado.

· Evite telefonar para o trabalho dele por qualquer problema. Se ele estiver enfrentando um dia daqueles, sua ligação poderá ser a última gota – que vai transbordar exactamente em cima de você.

· Castiga-lo negando sexo é uma péssima maneira de resolver problemas.

· Jamais esqueça: de todas as mulheres do mundo, você é a única autorizada para ele.

· Seja submissa a ele e não se constranja se os outros notarem. Isso é, antes de tudo, prova de fidelidade a Deus.

· Procure ser tão agradável ao seu marido que o  hobby predilecto dele seja estar com você.

 

Portal Gospel        © 2002- 2006  Página actualizada em 07-08-2006

[ Início  ]  [ Mapa do Site ]  [ Fale connosco ]  [ Procurar ]