RECOZIMENTO

 

Existem diversos tipos de Recozimento ou Recozido: de Difusão, Amaciamento, Distensão, Intermédio... O Recozido de Difusão, tem como finalidade dar aos aços uma estrutura mais homogénea, uma vez que, quando o aço é vazado, podem produzir-se fenómenos de deshomogeneização, que se manifestam sob a forma de segregações, linhas ou dentrites. Com o recozido de difusão, consegue-se uma repartição mais regular dos componentes solúveis. O tempo de estágio, depende das dimensões das peças, da composição química do aço, e do grau de redução que se pretender dar às segregações.


O Recozido de Amaciamento, tem por fim dar ao aço uma estrutura globular que é a mais conveniente para a maquinagem (com ou sem levantamento de apara). A Temperatura depende da composição química do aço, assim como o tempo de estágio. A maior parte dos aços é fornecida aos consumidores no estado de Recozido Macio.


O Recozido de Distensão é utilizado para peças difíceis de temperar ou que tenham tendência para deformar na TÊMPERA, por terem sido submetidas a trabalhos de maquinagem a quente ou a frio. Nestes trabalhos surgem tensões que poderiam causar deformações ou mesmo fracturas de Têmpera. Deve ser também efectuado após operações de desempeno, no caso de peças já tratadas.


O Recozimento Intermédio é praticado após uma CEMENTAÇÂO, e tem por finalidade melhorar a maquinabilidade das peças, retirando tensões internas através da globulização da cementite. É recomendado para aços de cementação com muita liga no quais se vai proceder a maquinação após a cementação.