Curso básico de modelismo

 

1. O QUE É UM KIT?

Um kit é um modelo, uma aproximação, em escala reduzida, da realidade. Um avião, um barco, uma casa, um local, quase tudo pode ser reproduzido à escala através de um modelo. Qualquer pessoa é capaz de, com um pouco de gosto e paciência, construir uma pequena obra-prima. Há muito tempo que o modelismo deixou de ser um passatempo para as elites. Devido ao progresso de técnicas de moldagem industrial em plástico, é possível obter peças com a qualidade necessária para que qualquer modelista construa modelos com um bom impacto visual e perfeição.

 

2. QUANDO SE ABRE A CAIXA, O QUE NOS ESPERA?


Ao abrir a caixa, a primeira coisa a fazer é ler as instruções de montagem e compará-las com as ramas. O modelista não deve separar as peças das ramas de suporte, porque, além de poder perdê-las, corre o risco de não as reconhecer, uma vez separadas do respectivo número. Tenha em atenção a decoração e pintura porque, na maior parte das vezes, algumas peças necessitam ser pintadas antes de serem coladas. É muito importante que não se esqueça de observar bem todo o material que está no interior da caixa para se familiarizar com os produtos que vai utilizar, assim como com a forma como irá iniciar a montagem do modelo.

 

3. O MÍNIMO INDISPENSÁVEL


Para poder fazer um modelo, vai precisar de algumas ferramentas e acessórios básicos. Um cortante (faca de modelismo tipo X-Acto), um pequeno alicate que corte plástico, pinças, molas de roupa, elásticos, fita-adesiva, lixas de água de vários grãos (P400 a P1200). Uma ferramenta indispensável é a cola. Para as peças em geral recomenda-se cola para plástico - polistireno (em tubo, com pincel ou com aplicador de agulha). Para as transparências a cola branca ou cola para peças transparentes são as melhores. Para a pintura: tintas, aerógrafo e pincéis (de boa qualidade e vários tamanhos), alguns recipientes para as misturas, panos e papel absorvente para limpeza do material.

 

4. CORTAR E COLAR AS PEÇAS


As peças apenas deverão ser cortadas quando forem necessárias. Utiliza-se uma tesoura para plástico, corta-gitos ou um cortante com a lâmina bem afiada. Cortar sempre o mais afastado possível da peça, para não a deformar. O excesso de plástico das peças deve ser retirado com o auxilio de uma lixa, lima ou até com uma lâmina bem afiada. A colagem deve ser feita com cola de modelismo para polistireno, que dissolve e fixa o material (mas atenção, cola em excesso danifica a peça). Fixar bem todas as peças coladas com o auxílio de molas de roupa ou fita-adesiva. Se após a colagem, notarem-se fendas, é possível utilizar betume para cobri-las. As peças devem estar completamente secas e isentas de qualquer sujidade antes de serem pintadas. Algumas peças devem ser pintadas antes de serem coladas.

 

5. A PINTURA


Para pintar, é preciso seleccionar primeiro as cores necessárias (ver as instruções de cada modelo). O tipo de tinta também varia. As tintas deverão estar líquidas e homogéneas. Se tal não se verificar, retira-se uma pequena quantidade de tinta para outro frasco e junta-se-lhe um pouco de solvente; utilize também esferas de rolamentos de 4/5 mm dentro dos frascos e agite bem (uma a duas por recipiente). Os pincéis, deverão ser de boa qualidade, para evitar a perda de pêlos que prejudicam a pintura. Para uma pintura mais homogénea, e para os mais experientes, um aerógrafo é o ideal. A pintura a pincel deve ser feita de forma leve, sempre na mesma direcção, sem repetir a passagem. Se o modelo necessitar, pode ser dada outra demão, mas apenas após a secagem da primeira. O mesmo se passa com as máscaras - só deverão ser aplicadas após a secagem da cor de base.

 

6. DECALQUES


A maior parte dos modelos trazem um conjunto de insígnias, números e letras para decorar o modelo - os decalques. A sua colocação requer algum cuidado. É necessário um recipiente com água tépida e uma pinça para mergulhar o decalque. Recorte os motivos à medida que forem necessários e mergulhe-os em água durante cerca de 20 seg. (não se devem destacar por completo do papel suporte ainda na água). Posicionado sobre o modelo, deslize o decalque do papel para a superfície do mesmo. Com um cotonete ou papel absorvente retire o excesso de água. Até estarem bem secos não se devem tocar. Para uma melhor fixação e adaptação dos decalques ao modelo, aconselhamos o uso de solventes ou fixadores. Após a pintura e a colocação dos decalques, pode-se dar um acabamento de protecção e os retoques finais. Uma aplicação de verniz mate ou brilhante, conforme o tipo de modelo, favorece e proteje quer a pintura, quer os decalques.

 

7. DÚVIDAS


Se após todas estas explicações, não se sentir ainda preparado para começar a construir o seu modelo, ou ainda tenha algum tipo de dúvidas, aprofunde os seus conhecimentos nas secções específicas deste site, onde poderá encontrar algumas pistas sobre o modelismo e as sua técnicas; se continuar com dúvidas apesar de tudo isto, entre em contacto connosco através de e-mail. Se não ficou 100% satisfeito com este curso, reembolsaremos a totalidade do dinheiro que deu por ele, basta colocar um cheque ou vale postal no valor de 30,00 dentro de um envelope selado e auto-endereçado, para cobrir portes e despesas de envio.